fbpx
como não cair em golpe de precatórios

Como não cair em golpe de precatórios?

Como não cair em golpe de precatórios?

Beatriz Ramirez

Aposentados e pensionistas são as principais vítimas de  golpistas, que se passam por escritórios de advocacia e sindicatos. Entre os golpes mais comuns estão descontos indevidos de consignados, revisão falsa do benefício, promoções pela internet e o golpe de precatórios.

É preciso desconfiar de qualquer oferta  que ofereça vantagens demais ou exija o depósito prévio de algum valor.  Para que você não caia em armadilhas como essas, vamos compartilhar ações simples que podem evitar situações indesejadas. Fique atento e boa leitura!

Como os criminosos agem para ganhar dinheiro

 

Existem diversas páginas e cupons falsos na internet para  atrair a atenção dos aposentados e pensionistas, mas os golpistas vão além.  Com promessas como revisão de benefício e adiantamento de precatórios, os criminosos se aproveitam principalmente de datas chamativas como a  Black Friday para agir.  

Por isso, é importante verificar o tipo de oferta recebida, conhecer seus direitos e nunca passar dados pessoais a desconhecidos.  Ainda que o contato se identifique como alguém da Justiça, do INSS, banco ou qualquer órgão público,  busque mais informações antes de aceitar um acordo. Lembre-se de que um golpe de precatórios pode estar disfarçado em uma oferta aparentemente atrativa.

Recentemente, organizações criminosas foram detidas pelos Ministérios Públicos no Rio de Janeiro e em São Paulo, junto ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A fraude trazia a promessa de aumento nos atrasados e benefícios. Para receber, os criminosos pediam  à vítima que se associasse a instituições de fachada por meio do pagamento de anuidades até de R$ 3.000,00.

 

Tipos de golpe com maior ocorrência

Os aposentados e pensionistas precisam estar cada vez mais atentos a ações criminosas. Porém, todas as pessoas podem ser vítimas desses crimes. Por isso, é imprescindível conhecer os tipos de golpes mais comuns. Confira, a seguir, a lista que fizemos para você.

 

Golpes na internet


As fraudes  online são feitas com páginas e e-mail falsos. Em geral,  os golpistas oferecem cupons, descontos ou promoções atrativas . A partir daí, pedem senhas e dados pessoais.

Como evitar: antes de preencher, verifique sempre se o nome do site acessado está correto, observe se o e-mail é profissional e com a assinatura da instituição depois do @ (exemplo: contato@meuprecatorio.com.br). Além disso, nunca coloque senhas e informações em sites desconhecidos.

Fraude do consignado

Realizar empréstimos com descontos na conta é uma ação legal. No entanto, o beneficiário precisa estar ciente da situação e autorizar a transação . Caso esse empréstimo não seja solicitado, é  provável que se trate de um golpe.

Como evitar: os criminosos sacam o valor total e deixam a dívida para ser descontada no benefício do aposentado. Dessa forma, fique de olho na sua conta! Confira descontos imprevistos no salário, parcelas de empréstimos que já foram quitados ou se algum valor alto está em conta, mesmo sem ter sido solicitado. 

Revisão falsa

Uma das fraudes mais comuns é a promessa da revisão do valor dos benefícios ou precatórios do INSS. A associação entra em contato e promete uma revisão na aposentadoria, caso a pessoa pague uma mensalidade.

 

Como evitar: os criminosos ligam para  a vítima,  em nome do INSS ou se passam por advogados. Por isso, é importante conhecer seus direitos. Assim sendo,  saiba que o INSS não cobra para fazer revisões e o pedido deve ser feito diretamente pelo telefone 135.  Confira também o registro do advogado na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). 

Instituições fraudulentas

Os criminosos podem alegar ser de uma instituição e oferecer serviços ou cobrar mensalidades no benefício. As associações podem incluir parcelas de seguros ou outros serviços no salário,  desde que você esteja ciente e com antecedência.

 

Como evitar: antes de fechar acordos com associações, confira se há queixas da instituição.  Uma pesquisa na internet já resolve a dúvida. Desse modo, não assine  qualquer documento sem entender e leia atentamente todas as cláusulas. Se possível, peça a ajuda de um parente ou advogado para verificar o contrato. 

Golpe de precatórios


As dívidas judiciais (precatórios) são pagas apenas com a conclusão do processo contra o órgão público. Devido à longa espera nas filas, que pode levar anos, os criminosos prometem a liberação rápida do  benefício.

Como evitar: os golpistas pedem a antecipação de um valor em troca do  precatório. Esteja atento, já que a ação  é considerada concluída quando consta a mensagem “trânsito em julgado”. Dessa forma, para ter certeza, sempre consulte o advogado que entrou com o processo e nunca pague valores adiantados.

 

Como não cair no golpe de precatórios e outros mais

Existem algumas ações básicas que evitam a ação das organizações criminosas. Em suma, preste atenção e desconfie de promessas com valores altos e que não eram esperados.

Além disso, jamais forneça seus dados bancários e de cartão por telefone ou para qualquer desconhecido. Na dúvida, diga à pessoa para ligar mais tarde e consulte familiares ou amigos Se for o caso,  recorra a um advogado. Nunca realize transferências de qualquer valor para contas desconhecidas. Se houver insistência, diga que entrará em contato com o INSS ou com a instituição que o grupo alega ter parceria.

 

Para entrar em contato com o INSS é simples, basta acessar: meu.inss.gov.br ou gov.br/meuinss. Nesse sentido, também é possível consultar descontos na aposentadoria ou pensão pelo telefone 135, teclando a opção 2, e pelo aplicativo Meu INSS.

Agora que você já conhece os tipos de fraudes mais comuns para não cair em golpe de precatórios ou qualquer outro ato de má fé, todo cuidado é pouco. Então, anote nossas dicas e lembre-se de preservar seus dados bancários, senhas e informações pessoais, além de desconfiar de ofertas atrativas demais ou pedidos de depósitos. Cuide bem dos seus direitos!

Ainda tem dúvidas? Deixe seu comentário aqui no post.

calculadora de precatórios

 

Nenhum Comentário

Comentar